quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

run run run

Primeiro post do ano, e eu falando de gritos internos.
Muito apropriado.
Ouvir Madonna e sentir o orgulho batendo na tampa é mais apropriado ainda, considerando que ela não para de gritar "SHE'S NOT ME AND SHE NEVER WILL BE!"
As pessoas não param de se despedir de mim e isso não é legal.
Não consigo parar de clicar em "Chegou e-mail?"... não que eu tenha um bom motivo pra isso, já que os outros tem muito mais o que fazer do que me mandar e-mails em quartas-feiras de noite.
Mas eu não preciso exatamente de um motivo pra isso.
Preciso?
Pessoas agregam motivos bestas só para fazer com que suas atitudes pareçam menos bestas.
O que elas não reparam é que só estão aumentando a bestialidade da coisa.
Chegou e-mail?
never will be never will be never will be
Não ter um lugar para voltar é muito triste.
Triste e nojento.
Eu gosto de frases soltas.
Ah, eu sei que você já reparou.
E não me venha com esse sorriso de sorvete de baunilha, eu não vou me render.
Chegou e-mail?
Parem de falar comigo no msn! Pombas!
Se querem falar comigo, me mandem e-mails, já que estou checando eles a cada duas frases da Madonna.
Ok, já chega de pensar. Queria pause no cérebro. Queria uma bala de banana.
Queria um beijo teu.
never will be

(a propósito, não chegou nenhum e-mail até agora. hasta...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário